quinta-feira, maio 27, 2004

Oportunidade para nos conhecer-mos...

Discussão sobre as possibilidades dos Weblogs no contexto organizacional a ganhar terreno. No próximo dia 2 de Junho, quarta-feira, das 14:00 às 17:00, no INETI, quem estiver interessado nesta temática terá oportunidade de conhecer diferentes perspectivas e fazer parte de uma comunidade mais alargada interessada na temática da Gestão do Conhecimento, com o lançamento de uma Zona Portuguesa - "Conhecer para Agir" - integrada no KnowledgeBoard, projecto Europeu que reúne já especialistas de diversos países (ver programa).

quarta-feira, maio 26, 2004

Mudanças na «Visão Organizacional» - Globalized workers

Azevedo, G. e Bertrand,H. (2002). Globalized workers: How the changes on “organizational vision” impact people's perception. in SASE (Society for the Advancement of Socio-Economics, Conferência de 2002.

Esperem! Não façam as malas. Leiam isto

Mamã, Papá, Marido, Filhotes... Afinal sempre se pode viver da investigação em Portugal, já não vou ter que ir estacionar carros para o Colombo. Leiam a intervenção do Primeiro Ministro na A.R.:
"O conhecimento é a primeira alavanca para o desenvolvimento. A criação e a transmissão do conhecimento são fundamentais para a inovação, o crescimento económico sustentado e a melhoria do bem estar colectivo. Apostar na investigação, no desenvolvimento tecnológico e na inovação é contribuir decisivamente para uma economia mais produtiva e competitiva. (...) razão que nos leva a fazer o maior investimento alguma vez realizado em Portugal no domínio da ciência, da investigação e da inovação. (...) afectação a esta área de mais de mil milhões de Euros – mais de 200 milhões de contos – só nos anos de 2004, 2005 e 2006. Em consequência deste esforço financeiro foi já possível avaliar o programa de reequipamento científico – o que não sucedia desde 1992 – abrir um concurso de bolsas e de projectos, atribuir um financiamento complementar às unidades de investigação. (...) Daí a aprovação, em concertação com a comunidade científica, do novo modelo de financiamento do Sistema Científico, Tecnológico e de Inovação. (...) Temos de investir mais em capital humano, nas áreas da ciência e das tecnologias. Queremos aumentar em 5000, até 2006, o número de investigadores. Para tanto serão concedidas, no período 2004 a 2006, 5 mil bolsas para mestrado e doutoramento, incluindo a realização de doutoramentos em meio empresarial. (...) Promover o emprego científico é o objectivo do eixo 4 deste Programa Nacional. Um objectivo de capital importância. (...) Uma prioridade especialíssima atribuo à capacidade que temos de ter para atrair a Portugal os investigadores portugueses radicados no estrangeiro ou investigadores de outras nacionalidades. Por isso, vamos lançar um programa – o Programa Damião de Góis - para jovens cientistas radicados no estrangeiro que pretendam regressar ao nosso País. É uma oportunidade que não podemos desperdiçar. Tal como vamos aprovar um programa nacional de fomento da mobilidade científica – o Programa Pedro Nunes. O nosso próprio Erasmus. É uma inovação de particular importância. É assim que se pode e deve caminhar. (...)"

Gosto especialmente do remate do discurso:
"Não é uma nova moda. É, sim, um novo desafio. Um momento de viragem.
Este é o tempo de nos unirmos em torno deste desígnio. Um tempo de maior motivação para os nossos cientistas e investigadores. Um tempo de maior mobilização por parte dos nossos empresários e investidores. Um tempo de maior envolvimento das nossas Universidades, Politécnicos e demais institutos de investigação
."
[via CFeA]

Bravo! Bravo! Bravooo!

domingo, maio 09, 2004

Para preparar a defesa...

«A» descreve uma tese, ponte por ponte.
- Mas qual é a ponte que sustém a Tese? - pergunta «B».
- A tese não é sustida por esta ou por aquela ponte - responde «A», - mas sim pelas relações que elas formam.
«B» permanece silencioso, reflectindo. Depois acrescenta: - Porque me falas de pontes? São só as relações que me importam.
«A» responde: - Sem pontes não há relações.
(proposta de AntColony, adaptado de Italo Calvino, "As Cidades Invisíveis", 1990.)

quarta-feira, maio 05, 2004

Inscrições para o MEIBD...

Para quem estiver com vontade, a informação relativa à 5ª Edição do Mestrado em Estudos de Informação e Bibliotecas Digitais (MEIBD) do ISCTE, para o ano lectivo 2004-2005, já está disponível aqui [Nota: procurar mais entradas em weblogs sobre ]